Translate Fabiana Rasta´s Blog

Aperta o Play e ouça a RayCompany Web Rádio

30 de abr de 2013

Entrevista com Márcia Griffiths

Mulheres no Reggae
Desde que começei a cantar reggae,sempre ouvi falar e sempre ouvia a grande Rainha do Reggae,Márcia Griffiths.Este título é muito merecido pois ela é dona de uma voz maravilhosa e uma forte  imponência como cantora,mulher negra e decidida.
Não vou negar que ela até então ainda não tinha sido minha maior influência,pois sempre ouvi muito Dezarie das Ilhas Virgens mas depois da entrevista,depois de ter visto o seu show,depois a ter conhecido pessoalmente,hoje afirmo que a Márcia é uma grande influência para minha carreira.
Eu a entrevistei no hotel,no último dia do Maranhão Roots Reggae Festival,no dia 11 de novembro de 2012,fui acompanhada de mais uma mulher do reggae,minha amiga Célia Sampaio.Neste dia,realizei entrevistas também com Lloyd Parks que já foi até postada aqui no blog e com a Banda Culture que sairá em breve.
Essa entrevista me marcou muito,aprendi bastante nesses poucos dias de convívio durante o festival,a Márcia falou coisas muito importantes para qualquer mulher que quer começar no reggae e também para quem precisar de forças para se manter em um universo dominado por homens.Obrigada Márcia por nos passar sua experiência e conhecimento.
Você pode baixar a entrevista completa em word,fazendo o login no site 4shared,clicando no link abaixo:
                                   Clique aqui para baixar a entrevista!

Célia Sampaio,Márcia Griffiths e Fabiana Rasta 

Mulheres competentes do reggae


E aqui vc tem as seis páginas da entrevista em jpg,onde vc pode clicar e copiar,depois é só ampliar que é possível ler.








20 de abr de 2013

São Luís: Reggae Roots & Reggae Eletrônico

No reggae da Jamaica Brasileira há uma divisão que alguns  ainda desconhecem e outros criticam.Este é um assunto muito polêmico na ilha e me atrevi a comentar publicamente minha opinião,por achar que atualmente devido a minha forte inserção no reggae maranhense, pude passear entre os dois ambientes e vê de fato como tudo funciona.
O título que eu dei utilizando a letra E e não o X de versus,já demonstra que eu idealizo uma  união das pessoas como a própria música Reggae prega,então a intenção é mostrar os dois lados e deixar a idéia de que o Respeito sim,é fundamental para a boa convivência.
O  Reggae Roots do qual falamos ,são os reggaes de artistas jamaicanos da década de 70 a 90, tocados nos bares como Kingston 777,Túnel do Tempo,Point Magno Roots e outros.O Roots também é aquele reggae tocado por bandas,reggae ao vivo mesmo ou então,quando gravado em estúdio ,gravado á vera,com todos os instrumentos que contribuem para um som original e natural da música.As bandas de reggae maranhense são Banda Guetos,Barba Branca,a minha Capital Roots,Filhos de Jah,Célia Sampaio,Santa Cruz e outras mais.
O X da questão,é que muita gente que aprecia o Roots critica o Eletrônico.Dizem que o reggae Eletrônico é pobre,só se ouve a guitarra e teclado,a timbragem dos instrumentos é muito aguda,os cantores cantam errado em inglês,não tem o estilo do reggae ,que seu público é de marginais e por aí vão as críticas.
O Reggae Eletrônico é uma outra vertente do reggae de São Luís consumido por um público mais jovem que aprecia as grandes sound systems,chamadas aqui de Radiolas,como por exemplo:Irie  Fm,Itamaraty,Estrela do Som e outras.Ele é feito por uma só pessoa, normalmente o dono do estúdio,através de um teclado e  um computador.Este computador possui um programa  de aúdio,que coloca todos os outros instrumentos necessários para fazer o som de uma banda como baixo,guitarra e metais e é possível também alterar o timbre deles.Depois que a base com todos os instrumentos está feita,o cantor coloca a sua voz e após a mixagem,a música está pronta para ser comercializada para as Sound Systems que sempre estão a comprar,para renovar seu acervo musical a cada apresentação da Radiola.Os cantores que trabalham neste estilo são:Ronnie Green,Rosy Valença,Sly Foxx,Peter Toty,Levy James ,Miriam Black,Simon Brown e outros.
Então...não vou negar,que há um tempo atrás,eu nutri vários preconceitos sobre o reggae eletrônico,porém,devido ao fato da Capital Roots normalmente acompanhar seu cantores durante apresentações ao vivo,eu pude conhecer melhor e quebrar muitos mitos em minha cabeça.As pessoas que fazem este tipo de reggae,seja cantores,dj,produtores,radiolas,elas estão fazendo o seu trabalho e o trabalho é necessário á qualquer ser humano para vestir,comer,morar,ou seja,viver.Então,acho que por mais que o outro não goste,é necessário ao menos Respeitar,se não a música deles,pelo menos,as pessoas que o fazem,pois há muitas pessoas dignas e honestas  neste ramo.
Sei também que tem uma galera do Eletrônico que dificulta o lado da galera do Roots mas quando for compreendido que cada um pode fazer seu trampo e ser unido,acho que será muito proveitoso para ambos estilos,pois na Comissão Integrada do Reggae,tem pessoas do Roots e do Eletrônico  em reuniões lutando em prol da divulgação do música reggae e em muitos eventos como o Cidade do Reggae há atrações como radiolas e bandas,tudo em um só lugar e os públicos se misturam para curtir o reggae porém cada um a seu estilo.
A minha defesa é pela união das pessoas,pois é isso que o reggae prega e eu como regueira de nascença digo:Se for uma pessoa honesta e boa,te respeito e o que faz da sua vida,ou a música que faz,não me diz respeito!kkkkk

Ronnie Green,Miriam Black(cantores do Eletrônicos) e eu Fabiana Rasta( da Banda Capital Roots ) no Maranhão Roots Reggae 2012